Tuesday, August 22, 2017

Bíblia Sagrada e Princípio Divino - 1ª parte

Introdução

Milhões de cristãos estão dependendo de uma interpretação correta da Bíblia para reconciliar e unificar todas as denominações que surgiram ao longo da historia do cristianismo, isto seria um primeiro passo e o próximo seria a harmonia com o judaísmo e em seguida tratar com o islamismo e as demais religiões para definir os valores morais e espirituais universais comuns afim de guiar toda a humanidade no Reino de Deus.   

Como já foi prometido pelo profeta Joel, no Antigo Testamento (Jl 2: 28-29) e pregado no discurso de Pedro no livro de Atos 2: 17, nos últimos dias, o Espírito Santo se manifestara através de profecias, visões, sonhos, prodígios, sinais e milagres. Com a plenitude do tempo, Jesus e Deus ungiram o reverendo Sun Myung Moon para revelar o Princípio Divino. Uma nova revelação, inspirada por Deus, que vem iluminar nossa época, elucidando e clarificando os mistérios difíceis e outros enigmas escondidos na Bíblia.
   
O Apóstolo Paulo escreveu: “Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus. Mas vejo nos meus membros outra lei que batalha contra a lei do meu entendimento,... Miserável homem que eu sou!” (Rm 7: 22-24) ? Existe uma grande contradição em cada pessoa. A mente original e a mente má estão conflitando. (Pág. 11)


Jesus falou: “virá a hora, em que não vos falarei por parábolas, mas abertamente vos falarei acerca do Pai”. (Jo 16:25); e porque o anjo falou: “Importa que profetizes outra vez a muitos povos e nações,...” (Ap 10:11) Jesus indicou que um dia, Deus revelará uma nova verdade, não numa linguagem codificada, em uma linguagem clara, com a plenitude do tempo, nos últimos dias, novas revelações de Deus chegarão para a humanidade. (Pág. 13,15)

As referencias de Páginas podem ser encontradas no livro do Princípio Divino no link a seguir:



No comments:

Post a Comment